Menu
Confira as redes sociais
-->

Bancários cobram ações efetivas contra a covid-19 nos bancos

18.01.22 negociacao fenaban b556d

Em reunião com a Federação dos Bancos (Fenaban) na tarde desta terça-feira (18/01), o Comando Nacional dos Bancários cobrou a uniformização e o cumprimento rigoroso dos protocolos sanitários para tentar conter a nova onda de Covid-19 e influenza nas agências bancárias de todo o país.

Os representantes dos bancários reforçaram a cobrança pela distribuição de máscaras N95 e PFF2, a disponibilização de álcool gel, além de fechamento e sanitização adequado das agências, afastamento dos bancários com sintomas e testagem dos demais trabalhadores do local com casos confirmados.

O Comando cobrou ainda o controle de acesso às agências, a retomada do home office, o fim da cobrança de metas, a suspensão das demissões e das visitas presenciais aos clientes neste período.

Os dirigentes sindicais denunciaram também a circulação de pessoas sem máscaras nas agências e a situação dos bancários que não se vacinaram e estão colocando em risco a vida dos demais. Reivindicaram também melhoras no atendimento de telemedicina, que tem enfrentado problemas em alguns bancos.

A Fenaban só se comprometeu com a adoção de mediadas de cuidados e proteção dos bancários.

Na reunião, o Comando reclamou também dos bancos que estão descumprindo o que é acordado na mesa de negociação, tentando abrir as agências aos sábados, sem tratar com o movimento sindical. “Isso é muito ruim. É preciso que os bancos respeitem os acordos e, se for alterar qualquer coisa que impacte na vida dos trabalhadores, convoque uma reunião com a Comissão de Empresa”, ressaltou o presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Hermelino Neto.

Para ele, a reunião desta terça-feira não foi produtiva. “Temos percebido que, em âmbito nacional, alguns bancos têm tido uma atitude muito ruim. Que só estão fechando as agências, quando não tem mais funcionários para desenvolver os trabalhos, sem se preocupar de fato com a saúde dos bancários. Este é um processo difícil e temos que cobrar que os patrões adotem medidas para evitar a propagação da covid nos ambientes de trabalho. A pandemia não terminou e não podemos correr o risco de perdermos mais colegas para a covid-19”, finalizou Neto.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar