Menu
Feebbase

Bancários vão às ruas pela Caixa 100% Pública

15.8dia de luta caixa itabuna 90e2e

A partir da próxima quarta-feira (23/8), os trabalhadores da Caixa Econômica Federal de todo o país vão realizar diversos atos em defesa do banco 100% público e por melhores condições de trabalho.

O objetivo destas manifestações é alertar a população sobre o processo de desmonte da empresa. Durante uma negociação ocorrida na última terça-feira (15/8), representantes do banco anunciaram que 100 agências estão sendo reavaliadas e poderão ser fechadas ou fundidas com outras unidade, dependendo do seu desempenho, principalmente o financeiro.

“Nos posicionamos contrários ao fechamento de unidades e reforçamos que a Caixa é um banco que deve manter sua presença em todo o país, que isso faz parte de sua função social. Vamos alertar os brasileiros de que o banco público, responsável por cerca de 70% do crédito imobiliário e por programas sociais fundamentais para o país, está sendo desmontado por este governo”, destaca Dionísio Reis, coordenador da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa).

A ampliação das ações em defesa da Caixa, envolvendo os mais diversos segmentos sociais como prefeituras, câmaras de vereadores, associações de bairro, dentre outros, foi uma das deliberações do 33º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef), realizado em São Paulo, 29 de junho a 2 de julho deste ano.

Conforme orientação da CEE, os atos deverão ser realizados todas quartas-feiras – a partir do dia 23 de agosto- até a próxima negociação para pressionar a Caixa a rever medidas que precarizam as condições de trabalho e o atendimento à população, como fechamento de agências, reestruturação, verticalização e a ampliação do programa Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP).

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar