Menu
Campanha whatsapp

Brasil perde 1,2 milhão de empregos no semestre

desemprego carteira rasgada 5964a

O Brasil fechou 1.198.363 vagas de trabalho com carteira assinada no primeiro semestre 2020. É o que revelam os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (28/7) pelo Ministério da Economia.

O número representa a  diferença entre as 6.718.276 contratações e as 7.916.639 demissões registradas no período. O corte se concentrou no período março-maio. Apenas no mês de junho foram fechadas 10.984 vagas – 906.444 demissões e 895.640 admissões.

Impactado fortemente pela pandemia do coronavírus, o setor de serviços foi o recordista de vagas fechadas, com 507.708 empregos a menos. Em seguida, vem o comércio, com perda de 474.511 postos. Na construção, o terceiro colocado, foram 32.092 empregos a menos.

Desmentindo o discurso do governo Bolsonaro, a flexibilização dos direitos não gerou empregos no país, que já vinha enfrentando um grande índice de desemprego mesmo antes da pandemia, causada pelo Covid-19. Ao contrário, as medidas governamentais têm precarizado as relações de trabalho, diminuindo a renda do trabalhador e aumentando ainda mais a informalidade no país.

A situação é preocupante!

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar