Menu
50 anos da Federação

Caixa revoga aumento do Saúde Caixa

Vitória importante para os empregados da Caixa. A empresa comunicou nesta segunda-feira (5/11), que em cumprimento ao estabelecido no Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2020, revogou a CI DEPES/SURBE 001/17 #10, que estabelecia de forma unilateral o reajuste dos percentuais da mensalidade do Saúde Caixa.

SAUDE CAIXA 2 41f1e

A revogação ocorreu em decorrência do Acordo Coletivo dos Trabalhadores (ACT) 2018-2020, que prevê a manutenção dos percentuais, dos valores e da fórmula de custeio do Saúde Caixa, que prevê a responsabilidade de 100% dos custos administrativos e 70% dos custos assistenciais para a Caixa. Os empregados arcam com 30% dos custos administrativos do plano.

O reajuste foi barrado inicialmente por uma liminar conquistada pelo movimento sindical no dia 31 de janeiro. No processo, as entidades argumentaram que os aumentos no plano de saúde afrontam o ACT 2016-2018, que estava em vigor.

“Diferentemente do que a direção da Caixa diz, estudos feitos por uma empresa contratada pelo próprio banco mostram que os próximos anos serão de superávit do nosso plano de saúde. É bom frisar, porém, que essa foi uma batalha vencida. A luta continua, pois virão outros ataques ao Saúde Caixa e a outros direitos da categoria”, afirma Fabiana Matheus, diretora de Saúde e Previdência da Fenae.

Com informações da Fenae

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar