Menu
21ª Conferência Bahia e Sergipe

Centrais prometem coletar 1 milhão de assinaturas contra a reforma

Foi lançado na manhã desta quarta-feira o abaixo-assinado em defesa da Previdência e das aposentadorias públicas, ameaçadas pela PEC 06/2019 encaminhada por Jair Bolsonaro à Câmara dos Deputados. A agitação promovida por dirigentes sindicais e militantes dos movimentos sociais na Praça Ramos, no centro de São Paulo, começou às 10 horas e despertou a simpatia popular. O objetivo das centrais e dos movimentos sociais é recolher 1 milhão de assinaturas em todo o país.

abaixo assinado lancamento 3660e

A Calculadara da Aposentadoria criada pelo Dieese, batizada de Aposentômetro, que permite ao trabalhador estimar os prejuízos da reforma, fez sucesso e contribuiu para o esclarecimento de traseuntes. Iniciativas semelhantes serão implementadas em todo o território nacional, segundo os sindicalistas. A orientação unificada de todas as centrais sindicais é no sentido de construir Comitês em Defesa das Aposentadorias em milhares de municípios para esclarecer e conscientizar o povo sobre a proposta e construir as condições para deflagrar uma greve geral.

Campanha de conscientização

“Temos de realizar uma grande campanha de conscientização do povo”, observou o presidente da CTB, Adilson Araújo. A luta contra a reforma de Bolsonaro se dá em diferentes instâncias políticas e sociais. Na próxima terça-feira (9) será realizada uma manifestação no aeroporto de Brasília com o propósito de sensibilizar os parlamentares contra os retrocessos inaceitáveis embutidos na proposta do governo.

Bolsonaro enfrenta sérias dificuldades no Parlamento e está longe de contar com a maioria qualificada necessária para aprovar sua Proposta de Emenda Constitucional, o que ficou ainda mais evidente após a tumultuada audiência do ministro Paulo Guedes na CCJ da Câmara Federal. Por isto, a mobilização das centrais e da classe trabalhador na perspectiva da greve geral pode selar a derrota de Bolsonaro e preservar os direitos previdenciários duramente conquistados pela classe trabalhadora.

O abaixo-assinado que será encaminhado à Câmera Federal denuncia: “Esta Proposta de Emenda à Constituição dificulta o acesso à aposentadoria, aumenta o tempo de contribuição e de trabalho, diminui o valor dos benefícios e ameaça a existência da seguridade social (aposentadoria, benefícios da assistência social como o BPC e as políticas de saúde). Mas não combate a sonegação das empresas devedoras da previdência, mantém privilégios e incentiva a previdência privada (os planos de capitalização), que só beneficia os rentistas. Por isso pedimos: Vote NÃO À PEC 06/2019! Defenda a aposentadoria e a seguridade social do povo brasileiro”.

Fonte: CTB

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar