Menu
Redes sociais Feebbase
-->

Direção da Feebbase aprova plano de ação e luta por vacina

reuniao diretoria 2021 adb32

Em reunião na noite desta terça-feira (30/3), o sistema diretivo (diretoria plena) da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe (Feebbase) aprovou debateu a conjuntura política, analisou o balanço dos principais bancos, além de aprovar o plano de ações para 2021 e a ampliação da luta pela inclusão da categoria no Plano Nacional de Imunização contra o Covid-19.

O encontro foi realizado por videoconferência, logo após a assembleia do Conselho dos Representantes que aprovou a prestação de contas de 2020 e a previsão orçamentária para 2021.

A reunião da diretoria plena começou com a exposição do técnico do Dieese Gustavo Carvazan sobre o balanço dos cinco maiores bancos em atuação no país – Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander.

A análise do Dieese mostrou que o setor bancário não foi afetado pela grave crise sanitária e econômica que o Brasil atravessa. Em 2020, os cinco bancos juntos lucraram R$ 79,3 bilhões e a redução média de 25,2% nos resultados deve-se, em grande parte, ao aumento das provisões para devedores duvidosos (PDD), que cresceram 32%, passando de R$ 84 bilhões para R$ 111 bilhões em 2020.

Os bancos também fecharam 1.364 e 12.874 postos de trabalho em 2020. Reduziram também a despesa com pessoal, contas de água, luz e gás, com os serviços de vigilância e segurança e também com material de escritório, devido à adoção do home office.

Conjuntura

Os dirigentes da Feebbase debateram também a conjuntura política do país. O diretor do Centro de Estudos Sindicais (CES) Caio Botelho analisou a atuação desastrosa do governo Bolsonaro durante a pandemia, além dos ataques constantes às instituições, aos opositores e à democracia.

Para Botelho, não há perspectivas de melhoras na situação do país com Bolsonaro na presidência. Ele defendeu que todas as forças políticas se unam contra o bolsonarismo, tendo como principais metas impedir um golpe e vencer as eleições de 2022.

Plano de ações

A diretoria plena ratificou ainda o plano de ações aprovado no 15º Congresso da Feebbase, em 12 dezembro, que aponta como as principais pautas de 2021 a defesa da soberania, democracia e dos direitos; a defesa do emprego e da renda, dos serviços públicos, estatais e os bancos públicos. A Feebbase vai investir também na formação dos dirigentes, além de continuar realizando encontros da mulher, juventude e saúde. Vai preparar as entidades para as campanhas salariais, fortalecer a comunicação da Federação e criar um instituto em defesa dos bancários e dos trabalhadores, com atuação especial em plano de saúde , crédito e consumo.

Ficou definido também, a realização de um seminário sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), de acordo com proposta apresentada pelo presidente, Hermelino Neto. 

A Federação vai continuar firme também na luta pela inclusão dos bancários entre as categorias prioritárias para vacinação contra a covid-19. Nesta terça-feira (30), a entidade encaminhou ofícios para as secretarias de Saúde da Bahia e Sergipe solicitando que os trabalhadores dos bancos sejam incluídos no plano de imunização.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar