Menu
Campanha Outubro Rosa 2018

Diretoria da CTB convoca 2ª Congresso para setembro de 2009

A CTB que comemorou no dia 12 de dezembro um ano de sua fundação, convocou seu 2º congresso para setembro de 2009, onde será eleita sua nova direção para o mandato de quatro anos. Todas essas decisões foram tomadas pela direção plena da CTB, que se reuniu na terça (16) e quarta-feira (17), em Salvador,

 quando ocorreu o debate entre o presidente do PCdoB, Renato Rabelo, e o primeiro vice-presidente do PSB, Roberto Amaral. Os dois dirigentes abordaram a atual crise econômica e seus impactos os trabalhadores.

 Na reunião os membros da direção também realizam um balanço do primeiro ano de atuação da CTB. Na opinião da direção, o principal feito foi a legalização da central e seu rápido crescimento. Segundo Pascoal carneiro, secretário - geral da CTB o crescimento e fortalecimento da central é visível. "Com apenas um ano estamos hoje com 523 sindicatos filiados à central. É um êxito muito grande" comemora.

 No segundo dia de reunião, os diretores criaram um calendário de ações e lutas da central para 2009, ao final foram aprovadas  uma nota de apoio ao piso do salarial do magistério e a "Resolução da Diretoria Plena da CTB".

Para dar andamento aos preparativos do congresso foram eleitas duas comissões: a comissão de organização do Congresso, que discutirá o formato e funcionamento do evento, acompanhará os encontros estaduais, assembléias sindicais e assim como formas de credenciamento; e a comissão de resolução  que irá elaborar todos os textos para debates e discussão política no congresso.

Confira abaixo os calendários do Congresso, de atividades para o primeiro semestre/2009 e os documentos oriundos da reunião

Calendário/2009 do 2º Congresso

Fevereiro
Publicação dos critérios, normas e procedimentos para participação no congresso

Abril
Publicação de textos e matérias que orientarão as discussões e debates do congresso
Data limite para os sindicatos regularizarem suas pendências financeiras com a central

Junho a Agosto
Realização de encontros estaduais, eleições e inscrições dos delegados

Setembro
Realização do Congresso Nacional do dia 18 a 21

Calendário de atividades da CTB para o 1º semestre de 2009


Janeiro
27 a 01/02 - Fórum Social Mundial (Belém/ PA)

Fevereiro
11 - 1ª Reunião do Conselho Fiscal da CTB
12 e 13 - 4ª Reunião da Executiva da CTB (São Paulo/SP)

Março
08 - Dia Internacional da Mulher
10 a 14 - 10º Congresso da Contag (Brasília/ DF)

Abril
(dia a definir) Grito da Terra Brasil
16 e 17 - 5ª Executiva da CTB

Maio
01 - Dia do Trabalhador

Junho
17 a 19 - 3ª reunião da Direção Plena/CTB (São Paulo/SP)


Abaixo a íntegra dos documentos:

 
RESOLUÇÃO DA DIRETORIA PLENA DA CTB

Salvador, 17 de dezembro de 2008.
 
A direção nacional da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), reunida nos dias 16 e 17 de dezembro de 2008, em Salvador, Bahia, convoca o II Congresso da Central para o mês de setembro de 2009, em dias e local a serem definidos posteriormente pela sua executiva.
 
O II Congresso da CTB cumpre deliberação estatutária do Congresso de sua fundação e elegerá a direção da Central para os próximos quatro anos. Será um momento de particular importância de reafirmação dos princípios classistas, democráticos e de centralidade do trabalho como fonte de valor e origem de toda riqueza social.

 A gravidade da atual crise estrutural do capitalismo e os novos desafios que ela coloca para a classe trabalhadora realçam a importância política do II Congresso da CTB, que deve se constituir como espaço e lugar privilegiados de debate e decisão sobre alternativas para a crise que contemplem os direitos dos trabalhadores e apontem para a construção de um modelo de desenvolvimento em que o crescimento econômico tenha por fonte a valorização do trabalho, a integração regional soberana e, por horizonte, o socialismo.

 A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) é uma organização sindical classista, democrática, plural e de luta, que mantém sua independência frente ao Estado, aos partidos e aos patrões. Surge em nosso país por uma necessidade objetiva da classe trabalhadora brasileira de ter uma representação capaz de conduzir a luta em defesa de seus interesses imediatos de classe e de seus objetivos libertários, estratégicos.

 Nesse momento o neoliberalismo, formato do capitalismo travestido como moderno e absoluto, sofre duro revés político, econômico e, sobretudo, ideológico. Sucumbem suas premissas da auto-regulação pelo mercado e do Estado mínimo, sem ter sequer um papel regulador.
Esse novo ambiente se entrelaça com a crescente luta política de classes entre os projetos que disputarão em 2010 os rumos do Brasil.

 Ao convocar seu II Congresso, a CTB conclama todos os filiados a unificar esforços na efetiva consolidação e fortalecimento de nossas instâncias estaduais, fincar fortes raízes nas organizações sindicais de base, aprofundar a articulação com os movimentos sociais e avançar na democratização e unidade do movimento sindical no Brasil, na América Latina e no mundo. Só assim poderemos cumprir papel relevante na defesa classista dos trabalhadores e de todo o povo brasileiro.
 
A Direção Plena da CTB
 
Nota da CTB: Todo apoio ao piso do magistério
 
Todo apoio à lei 11738/2008, que estabelece, pela primeira vez na história, um piso salarial para o magistério.

Bandeira histórica da categoria, o piso teve uma longa trajetória. Foram 14 meses de discussão até a sua aprovação por unanimidade no Congresso Nacional e sanção do presidente. Portanto, uma conquista dos educadores (as) brasileiros (as) que se constitui num instrumento da valorização dos(as) professores(as) nos estados e municípios.

Não podemos nos calar frente ao questionamento a respeito da constitucionalidade da lei que estabelece o piso nacional por parte de alguns governadores.

A CTB se posiciona com firmeza em defesa do piso do magistério, compreendendo que a sua implementação em 2009 se constituirá num importante elemento para a implementação de uma educação pública de qualidade para as crianças, jovens e adultos brasileiros (as).

Da redação (com informações de André Cintra)

CTB

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar