Menu
13 milhões de acessos

Federação discute segurança com SSP-BA

A Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe (FEEB-BA/SE), representada pelo seu presidente Emanoel Souza de Jesus, tem audiência hoje (06/04), às 17 horas, com o secretário de Segurança Pública da Bahia, César Nunes, para tratar da segurança bancária em todo o interior do estado. A cada ano o número de assaltos a bancos aumenta, colocando em risco a vida dos clientes e dos bancários. Várias agências, principalmente do Banco do Brasil, já foram assaltadas neste ano no interior do estado.


Andaraí - Em Andaraí, para protestar contra a falta de segurança, os funcionários da agência do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) realizam hoje uma paralisação. Das unidades do BNB em todo o país, esta é a mais assaltada, com quatro assaltos nos últimos anos e funcionários mantidos como reféns.


A Polícia Militar da Bahia tem um déficit de aproximadamente 18 mil policiais. Estima-se que o quantitativo de policiais ideal para um município seria de 1 policial para cada 250 habitantes. Logo, a condição ideal para Andaraí seria de 56 policiais considerando uma população de 14 mil habitantes. Mas em Andaraí há apenas quatro policiais, trabalhando em regime de plantão, com dois policiais a cada semana.


Manifesto dos funcionário do BNB de Andaraí



 

Os funcionários do Banco do Nordeste da Agência de Andaraí-BA, estão parados no dia de hoje, não buscando aumento de salários ou benefícios que atinjam apenas seu pequeno grupo. Estão parados hoje, para chamar a atenção daqueles que têm a responsabilidade de prestar Segurança Pública à comunidade. Para chamar a atenção também da população, por termos a consciência de que todos devem estar empenhados em ver garantidos os seus direitos básicos. Somos cidadãos, pagamos impostos, queremos segurança.


É com tristeza que a agência de Andaraí se vê com o título de "A agência mais assaltada de toda a jurisdição do Banco do Nordeste". Nos últimos anos fomos assaltados 04 vezes, vendo nossos colegas serem levados como reféns, deixando-nos cada vez mais traumatizados e desolados, por sabermos que nada mudou a nosso favor desde o primeiro assalto. Para os bandidos somos considerados "Caso de Sucesso", pois para eles, tudo dá certo num assalto em Andaraí. Para nós, tudo dá errado, pois eles entram, atiram, pisam, humilham e depois vão levando dinheiro e ficando cada vez mais capitalizados. Felizmente até agora, graças a Deus, não houve nenhum caso fatal, mas não se pode confiar em bondade e consciência de bandido.


A polícia da Bahia tem um déficit de aproximadamente 18 mil policiais. Estima-se que o quantitativo de policiais ideal para um município seria de 1 policial para cada 250 habitantes. Logo, a condição ideal para Andaraí seria de 56 policiais considerando uma população de 14 mil habitantes. Contrariando toda lógica, temos em Andaraí 04 policiais para 14 mil habitantes, trabalhando em regime de plantão, ficando apenas 02 policiais militares para os 14 mil a cada semana. São verdadeiros heróis diante de uma tarefa impossível. Seria necessário ter o dom da onipresença e onipotência que só a Deus pertence. Além do mais, a polícia militar da Bahia está em terceiro lugar dentre as mais mal pagas do País.


Felizmente agora temos delegado, enquanto muitos municípios não o têm, mas a este falta o mínimo necessário para prestar um serviço à altura da nossa necessidade.


Se formos falar de armamento, a situação torna-se no mínimo ridícula, pois enquanto os nossos "Soldados Heróis"  mal remunerados, nos defendem com armas arcaicas e ultrapassadas, os bandidos do crime organizado nos ameaçam com armas pesadas  e modernas.


Cientes disso, estamos convencidos de que somos parte desta luta por uma sociedade mais segura e que a violência, contudo, tem que ser prontamente combatida , e não apenas com a reação institucional da polícia, mas também com a formação adequada dos seus quadros, uma boa remuneração e uma infra-estrutura forte, a fim de que o policiamento se realize de forma a nos proporcionar maior segurança para que voltemos com vida ao nosso lar.


Basta!!!!


O que queremos:


  • 1) Efetivo de no mínimo 10 policiais permanentes;
  • 2) Armamento moderno para as polícias civil e militar;
  • 3) Viaturas em boas condições de uso;
  • 4) Cursos para o efetivo policial.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar