Menu
Campanha whatsapp

Informalidade cresce em 20 estados brasileiros

not 1546085988 993ff

Em 2019, a taxa média de desemprego caiu em 16 estados do Brasil, mas a informalidade bate novo recorde em 20 estados. É o que afirmam os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (14/02).

Segundo os dados, a taxa média nacional de desemprego recuou de 12,3% em 2018, para 11,9% e a população ocupada totalizou 93,4 milhões de trabalhadores, aumento em 2 pontos percentuais. Mas esse avanço vem sendo sustentado pela informalidade, que bateu 41,1% em todo país.

Analisando a taxas por estado, Amapá (17,4%) e Bahia (17,2%) seguem com as maiores taxas de desemprego no 4º trimestre de 2019. No acumulado do ano, a informalidade nesses estados somaram 54,3% e 54,7% respectivamente. Outros 11 estados registram a informalidade passando dos 50%, Sergipe está entre eles.

A taxa de desocupação no quarto trimestre de 2019 foi de 11%, caindo 0,8 pontos percentuais em relação ao terceiro trimestre desse mesmo ano (11,8%). O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados.

Por: Carolina Portela 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar