Menu
-->

Negociação com a Fenaban sobre o retorno ao presencial não avança

1.10 negociacao fenaban retorno 5ea37

Terminou sem avanços a reunião entre o Comando Nacional dos Bancários, o Coletivo Nacional de Saúde e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), realizada na manhã desta sexta-feira (1/10), para negociar a adoção de um protocolo unificado para o retorno ao presencial dos trabalhadores que estão no home office.

No encontro, os representantes dos bancários reforçaram o entendimento de ainda é cedo para o retorno de todos aos locais de trabalho, pois a pandemia não acabou e o número de mortes continua alto.

O Comando reivindicou ainda a adoção de um protocolo unificado para o retorno e reclamou da convocação dos trabalhadores sem critérios, como alguns bancos têm feito nos últimos dias, salientando os perigos desta prática para a saúde dos bancários. Os dirigentes sindicais demostraram preocupação também, com a postura do Santander, que anunciou o retorno ao horário de atendimento de antes da pandemia, sem nenhuma negociação com os representantes dos funcionários.

A Fenaban pediu mais tempo para discutir a questão da adoção do protocolo único de retorno e ficou de agendar uma nova reunião para retomar o debate sobre o tema.

Durante o encontro, foi debatida a possibilidade de exigência de passaporte de vacinação para entrada nas agências. A Fenaban ressaltou que é contra a medida, pois isso pode gerar muita confusão nas portas das unidades, principalmente das pessoas que não têm o passaporte.

“Nós entendemos que esta não é a questão central a discutir. Queremos discutir a volta do home office. Estamos muito preocupados com a situação das pessoas com comorbidades, que precisarão de uma terceira dose da vacina. Tem muitas variantes novas da covid circulando e queremos garantir a saúde dos bancários”, ressaltou o presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Hermelino Neto, que integra o Comando Nacional.

A reunião contou também com a participação dos diretores do Sindicato da Bahia Adelmo Andrade e Célio Pereira.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar