Menu
Setembro Amarelo 2021
-->

Protesto contra demissões no Itaú

9.9.21 protesto itau ssa 9a64e

Mesmo o lucro fantástico de R$ 12,94 bilhões no primeiro semestre, o Itaú segue demitindo funcionários sem nenhum motivo. Na Bahia, o banco demitiu 10 trabalhadores apenas na primeira semana de setembro. Um absurdo!

Para protestar contra esta situação, o Sindicato da Bahia e a Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe realizaram uma paralisação na agência na Pituba, na praça Nossa Senhora da Luz, em Salvador, na manhã desta quinta-feira (9/9).

Durante o protesto, os dirigentes sindicais denunciaram as metas abusivas, o assédio e a política de demissões que está adoecendo os funcionários do maior banco privado do país. Já pautamos o assunto com a direção do banco e já estivemos com a Fenaban pautando as demissões no sistema financeiro, que perdeu nos últimos cincos anos perdeu 40 mil postos de trabalho”, chamou atenção o presidente do Sindicato, Augusto Vasconcelos.

“Foram várias demissões em todo estado, tivemos demissões na capital e no interior. O banco lançou o programa *Itau 2030 * e se esqueceu de incluir os seus funcionários no futuro, até esse momento só se preparou para maiores lucros”, lamentou Andréia Sabino, que é diretora da Federação e membro da Comissão de Organização dos Empregados do Itaú.

Faltam bancários

Ao longo dos anos o Itaú vem diminuindo o quadro de pessoal e recentemente decidiu também fechar postos de atendimento. Foram 114 agências físicas fechadas em um ano, com projetos de aumentar esse número nos próximos meses. O banco tem investido também em novas tecnologias para empurrar os clientes ainda mais para os canais digitais.

Com isso, a população sofre com longas filas nas agências que restaram, principalmente pela falta de bancários para o atendimento adequado. A situação tem que mudar e o Itaú precisa contratar mais trabalhadores ao invés de demitir.

O Sindicato e a Federação seguirão mobilizados para defender boas condições de trabalho para a categoria e o atendimento digno para a população.

Com informações e foto do Sindicato dos Bancários da Bahia.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar