Logo
-->

Revertida decisão do Itaú sobre retorno ao trabalho presencial

Na reunião desta quinta-feira (02/12), os representantes dos bancários do Itaú - Comissão de Organização dos Empregados e o Grupo de Trabalho Saúde - garantiram que o banco revertesse a decisão sobre a convocação do grupo de risco para retornar ao trabalho presencial. Porém, será necessário que o funcionário apresente um relatório médico informando que apesar de já ter tomado as duas doses da vacina continua sendo do grupo de risco.

tag negociacao retorno grupo de risco b7804

Por conta disso, o médico assistente solicitará que o bancário seja mantido em home office. Os trabalhadores do grupo de risco não voltarão para o trabalho remoto automaticamente.
O Itaú ainda informou a manutenção da campanha de incentivo à vacinação dos funcionários e o pedido da dose de reforço ao grupo de risco. Além de intensificar a necessidade do protocolo de segurança entre os empregados através de uma campanha interna.

Outra discussão feita foi sobre as demissões em agências e departamentos, com desligamentos por conta da cobrança de metas abusivas e avaliações de performance. “Precisamos de resposta. O movimento sindical não vai parar de buscar melhores condições de trabalho”, afirmou a diretora da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Andreia Sabino.

O banco também comunicou que haverá fechamento de agências deficitárias e os funcionários serão realocados em outras unidades. A COE cobrou do Itaú posicionamento sobre denúncias de funcionários que estão sendo desligados por não terem as certificações CPA 10 e CPA 20. Os representantes da empresa afirmaram que esta não é uma política institucional.

Em breve, a Comissão e direção do Itaú devem negociar sobre parcelamento da devolução antecipação salarial feita pelo banco aos funcionários que se afastam para tratamento de saúde, bancos de horas negativas, além de diversidade e segurança bancária.

Template Design © Joomla Templates | GavickPro. All rights reserved.