Menu
Campanha Outubro Rosa 2018

Sindicatos intensificam protestos contra demissões no Bradesco

13 out twitaco bradesco 2 a2b1a

Sindicatos de todo o país intensificaram os protestos contra as demissões no Bradesco, que dispensou centenas de funcionários nas últimas semanas, mesmo tendo assumido publicamente o compromisso de não demitir durante a pandemia, causada pelo coronavírus (Covid-19).

Além das manifestações nas agências, as entidades sindicais e funcionários realizaram um twitaço nesta terça-feira (13/10), com as hastags #BradescoNãoDemita #BradescoPenseNoFuturo, para denunciar a falta de sensibilidade do banco, que vem dispensando sem justa causa até mesmo trabalhadores com histórico de adoecimento ocupacional.

Os funcionários do Bradesco estão assustados com a postura da empresa, que na reunião com as entidades sindicais se recusou a rever as demissões realizadas e ainda disse que vai continuar com a redução do quadro de pessoal até o fim do ano.

Não há razão para as demissões no Bradesco, mesmo em meio à crise econômica, o banco lucrou R$ 7,626 bilhões no primeiro semestre de 2020, um crescimento de 3,2% na comparação com o trimestre anterior. De acordo com reportagem da Agência Estado, o Bradesco foi a empresa de capital aberto com o maior lucro em toda a América Latina no primeiro semestre do ano.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar