Menu
50 anos da Federação

 Seeb Itabuna denuncia autoritarismo e retaliação no BB

A direção do Banco do Brasil, em atitude extremamente autoritária, determinou a retaliação aos beneficiários de processos que reivindicam a redução da jornada de 8 para 6 horas, de comissões técnicas e o pagamento da 7ª e 8ª hora, como extras.

Banco do Brasil

O Sindicato dos Bancários de Itabuna denuncia que o banco propôs, em algumas situações, a migração de um funcionário detentor da comissão de 8 horas para 6 horas, com a respectiva redução do valor da comissão. Em outras, arbitrariamente destituiu o bancário da comissão, passando por cima da Cláusula 49ª: Dispensa de função ou de comissão em extinção decorrente de avaliação de desempenho funcional.

Além disso, o banco chegou a exigir a renuncia do beneficiário de um processo no mês de outubro, no que foi atendido, e, como recompensa, o mesmo foi destituído da comissão no dia 1º de novembro.

A assessoria jurídica do Seeb Itabuna estuda as possíveis ações judiciais e a diretoria do Sindicato denunciou o gravíssimo fato à Comissão de Empresa do Banco do Brasil.

Democracia ameaçada, direitos em xeque! Trabalhadores pagarão a conta!

Fonte: Seeb Itabuna.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar