Menu
Redes sociais Feebbase

Jovens da Bahia e Sergipe discutem trabalho nos bancos

7 encontro da juventude publico tarde b303a

A segunda parte do 7º Encontro da Juventude foi dedicado ao debate sobre o futuro do trabalho nos bancos. A secretária de Juventude da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil e diretora da Federação dos Bancários do Rio Grande do Sul, Luíza Bezerra, e o presidente do Sindicato da Bahia, Augusto Vasconcelos, foram os responsáveis por traçar um panorama da situação no país.

Luíza falou das dificuldades do mercado de trabalho, diante da realidade na qual mais de 30% dos jovens estão desempregados e boa parte dos que trabalham está na informalidade. Há também uma grande quantidade de autônomos, que trabalham cerca de 12h por dia, 7 dias por semana, ganhando pouco e sem direitos. O fenômeno ganha mais força com a crise econômica e a reforma trabalhista, que permitiu precarizar as relações de trabalho.

7 encontro da juventude luiza 76547

“A situação hoje não é boa para os jovens, mas estamos fazendo a coisa certa, que é debater coletivamente para encontrar uma saída para esta situação. Precisamos este debate em mais lugares. Mostrar que eles querem implementar este modelo neoliberal que serve a meia dúzia de pessoas. Temos que conseguir mostrar que é possível ter um mundo mais inclusivo que se sirva para todos”, acrescentou a secretária de Juventude da CTB.

Impactos das tecnologias nos bancos

O presidente do Sindicato da Bahia falou sobre os impactos das novas tecnologias para o trabalho nos bancos. “Participei de um dos maiores congressos sobre novas tecnologias do mundo, onde pude constatar o avanços das ferramentas para automatização dos serviços bancários. Eles estão investindo muito alto para melhorar a acessibilidade dos clientes, inclusive dos idosos “.

7 encontro da juventude augusto 8585f

Para Augusto Vasconcelos, os bancários não devem ser contra a tecnologia, mas contra ao uso que se faz dela. Como é hoje, muitos trabalham mais e poucos ficam com as riquezas geradas por este trabalho. O setor bancário exemplifica bem esta realidade, com o contraste entre o aumento dos lucros dos bancos e a diminuição do número de postos de trabalho.

O 7º Encontro dos Bancários da Bahia e Sergipe segue neste domingo com aprovação das Resoluções, da Carta de Saubara e a renovação da Comissão da Juventude Bancária da Feebbase.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar