Menu
Chamada whatsapp

Quatro maiores bancos lucraram R$ 43 bi no 1º semestre

A crise econômica que assola o país não atingiu os bancos. Ao contrário, os quatro maiores bancos de capital aberto viram seus ganhos aumentarem e lucraram juntos R$ 42,9 bilhões, no primeiro semestre de 2019. Um crescimento médio de 20,4%, em comparação com o mesmo período do ano passado. Uma maravilha!

lucro bancos charge 82fa6

De acordo com o Dieese, entre os principais motivos da alta dos lucros dos bancos estão o crescimento das carteiras de crédito e das receitas com essas operações; a alta no resultado com seguros; o controle das despesas com pessoal; o crescimento das receitas de prestação de serviços e tarifas bancárias; a redução com despesa de operações de empréstimos, cessões e repasses, dentre outros.

Destaque para os ganhos com a prestação de serviços e a cobrança de tarifas, que somaram R$ 55,8 bilhões no primeiro semestre. Essa receita cobre com folga as despesas de pessoal dessas instituições, incluindo-se, nessa conta, o pagamento da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR). A cobertura das despesas de pessoal mais PLR por essa receita secundária dos bancos variou entre 115% (no BB) e 198,3% (no Santander). No Itaú, a cobertura foi de 161,0%.

Com relação aos postos de trabalho nos bancos o saldo foi negativo no Itaú e no BB. Nos dois bancos foram fechados 983 e 1.507 postos, respectivamente, em doze meses. No caso do Itaú, o banco aponta que esse saldo negativo se deve ao fechamento de agências no período.

No Santander, foram abertos 904 novos postos de trabalho, enquanto no Bradesco, o saldo foi 1.515 novos postos abertos para atender a ampliação da área de negócios do banco.

Quanto à rede de agências, Santander abriu 40 novas agências em doze meses. No Itaú, por sua vez, foram fechadas 199 agências físicas no mesmo período (195 apenas no segundo trimestre) e abertas 36 agências digitais, as quais já somam 196 unidades. Bradesco e Banco do Brasil fecharam, respectivamente, 119 e 48 unidades, em um ano. O BB já conta com 162 escritórios (agências) digitais, 9 deles foram abertos de junho de 2018 a junho de 2019.

Com informações da Contraf.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar