Menu
Feebbase

Salvador terá protesto contra a reforma da previdência na quarta-feira

chamada 15 de marco d3493

Trabalhadores de todo o país vão ocupar as ruas nesta quarta-feira, 15 de março, para protestar contra o desmonte da Previdência Social, os ataques à Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) e a terceirização.

Em Salvador, acontecerão duas grandes atividades: um protesto em frente ao Shopping da Bahia, às 7h, e uma caminhada, com concentração no Campo Grande, a partir das 15h. Diversas categorias de trabalhadores também devem aderir ao movimento, realizando paralisações, assembleias e outras atividades durante alguma parte do dia.

Os protestos fazem parte de uma ampla jornada nacional de lutas contra as reformas previdenciária e trabalhista e a terceirização, projetos que estão em discussão no Congresso Nacional e que devem ser votados ainda no primeiro semestre do ano.

“Este não é um protesto das centrais sindicais ou dos sindicatos, mas de toda a classe trabalhadora. Não podemos aceitar calados os ataques constantes aos nossos direitos que o Governo Temer vem orquestrando desde que assumiu o poder. O governo quer de uma só vez precarizar as relações de trabalho, com a terceirização irrestrita; flexibilizar os direitos, com a chamada reforma trabalhista, e impedir o trabalhador de se aposentar, como está posto na proposta de reforma da previdência. Não podemos aceitar este disparate”,  ressaltou o presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil na Bahia ( CTB Bahia), Aurino Pedreira.

As centrais estão convocando todos os trabalhadores para participar das atividades. “Só a nossa mobilização será capaz de barrar a retirada de direitos. Precisamos ocupar as ruas e pressionar os deputados a votarem contra as propostas”, alertou Pedreira.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar