Menu
Feebbase

Unidade foi a marca da Conferência da Bahia e Sergipe

19 conferencia plenaria final 8ff12

A alta qualidade dos debates e a unidade da categoria, estas foram as principais marcas da 19ª Conferência Interestadual dos Bancários da Bahia e Sergipe, realizada neste final de semana (15 e 16/7), em Aracaju. Nos dois dias, o evento contou com a participação de 264 trabalhadores, sendo 187 homens e 77 mulheres, oriundos de 12 bases sindicais da Feebbase.

Foram 66 delegados e delegadas da base do sindicato de Sergipe, 50 do sindicato da Bahia, 13 de Irecê, 13 de Jequié, 18 de Vitória da Conquista, 4 de Jacobina, 14 de Juazeiro, 4 do Extremo Sul da Bahia, 10 de Ilhéus, 23 de Itabuna, 45 de Feira de Santana e 4 de Camaçari.

A plenária final, no domingo, aprovou a apresentação de uma minuta enxuta com questões em discussão nas mesas temáticas e a garantia do emprego em todos os bancos. Entre as demandas levadas pela delegação dos bancários da Bahia e Sergipe levarão para a Conferência Nacional, está a defesa dos bancos públicos como instrumento de fomento de desenvolvimento do Brasil.

“Foi um excelente encontro, extremamente oportuno diante do momento que estamos vivendo. As palestras de alto nível e contribuíram muito para o aprofundamento do debate sobre temas importantes. Foi um encontro para reconhecer a gravidade do momento, mas, principalmente, para reafirmar a capacidade de luta e resistência da categoria”, avaliou o presidente da Feebbase, Emanoel Souza.

Anfitriã da Conferência, a presidente do Sindicato de Sergipe, Ivânia Pedreira, também ressaltou a importância do encontro. “Ficamos muito felizes com o resultado da conferência, que teve grandes debates, que contribuíram muito para o debate da classe trabalhadora e a participação de bancários de todos os sindicatos e bancos”, concluiu. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar