Menu
Feebbase

Abuso. O Itaú encurrala os funcionários

Sob pressão constante e com medo das demissões, funcionários do Itaú se veem obrigados a fazer venda casada e, assim, atingir as metas impostas pelo banco. A medida é proibida, mas, sem saída, e com receio de perder o emprego da noite para o dia, o bancário, muitas vezes, oferece o serviço.

O secretário-geral da Federação da Bahia e Sergipe, Hermelino Neto, ressalta que o funcionário não deve cair nas armadilhas do banco, que pressiona, assedia e depois utiliza qualquer desculpa para demitir. "É importante alertar os trabalhadores que a venda casada vai de encontro à norma do Itaú, o que pode acarretar consequências ruins para o próprio bancário".

É lamentável que o maior banco privado do país, com lucro líquido de quase R$ 19 bilhões só nos primeiros nove meses de 2017, trate os funcionários com tamanha crueldade.

Fonte: Seeb Bahia

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar