Menu
Campanha nacional 2018

Audiência trata sobre descomissionamento no BB

O descomissionamento dos caixas do Banco do Brasil foi tema de audiência na Procuradoria Regional do Trabalho da 10ª Região, do Ministério Público do Trabalho. O diretor Jurídico do Sindicato dos Bancários da Bahia, Fábio Ledo, participou das discussões, nesta terça-feira (12/06), em Brasília.

O banco se negou a pagar um mês da verba conhecida como VCP (Vantagem de Caráter Pessoal) aos funcionários que tiveram as comissões retiradas em fevereiro deste ano. A direção do BB disse que foi oferecida nova oportunidade de realocações em maio.

Os representantes dos funcionários do BB solicitaram que a instituição priorize a concorrência para as funções citadas nas vagas existentes no sistema TAO (Talentos e Oportunidades). Ou seja, as vagas dos funcionários desgratificados em fevereiro e que não foram realocados.

Outro problema levado pelos trabalhadores é que há denúncias que alguns descomissionados continuam exercendo função de caixa em caráter de substituição, como no PSO em Curitiba. Os representantes dos empregados vão encaminhar uma lista com o nome dos funcionários que estão nesta situação. Inaceitável.

Também ressaltaram que dos 648 caixas descomissionados que estavam na audiência anterior, 65 foram realocados na função e sete saíram da instituição. Atualmente, são 576 empregados que tiveram a função de caixa retirada desde fevereiro.

Segundo o Banco do Brasil, existem 128 vagas para caixas existentes, 176 para assistentes operacionais júnior e atendentes, 137 para assistentes plenos e de negócios, além de 80 para gerentes e supervisores. Um total de 521 vagas. Uma nova reunião ficou agendada para o dia 23 de julho, às 14h30.

Fonte: Seeb Bahia.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar