Menu
Campanha Outubro Rosa 2018

BB ainda não marcou negociação na Cassi

Após a rejeição da proposta de mudanças no Estatuto da Cassi, as entidades representativas dos empregados da ativa e aposentados do Banco do Brasil estão reivindicando que a direção do banco reabra as negociações sobre a Caixa de Assistência.

O BB não respondeu sobre a negociação e ainda está tentando amedrontar os associados. Em comunicado interno, a diretoria da Cassi avisou que vai contingenciar despesas, rever programas de saúde e escolher quais prestadores de serviços vai pagar. Estão pregando o caos, o que pode complicar ainda mais a situação, pois associados podem demandar procedimentos que poderiam esperar, com medo da interrupção de serviços.

Pelo tom do comunicado, parece que os gestores da entidade estão pedindo intervenção da ANS. Esquecem que as despesas da Cassi estiveram contingenciadas por cerca de dois anos, sem comprometer a normalidade no atendimento.

O movimento sindical e representativo dos empregados reafirma a necessidade urgente de reativar a mesa de negociações. Só assim os funcionários vão reconhecer a legitimidade e o equilíbrio de uma nova proposta para manifestar livremente pela sua aprovação.

A direção do banco e seus prepostos na Cassi precisam reconhecer que os associados rejeitaram a proposta de alterar a governança da entidade. Os associados desejam uma solução rápida e não se furtarão a debater o custeio da Cassi, desde que o banco arque com a sua parte e não queira repassar a conta para os associados.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar