Menu
Confira as redes sociais
-->

Cassi terceiriza atendimento e prejudica os associados

Nas últimas semanas, os sindicatos de bancários de todo o país têm recebido denúncias dos empregados do Banco do Brasil sobre a demora no atendimento via telemedicina pela Cassi. Segundo relatos, as filas chegam a mais de 800 pessoas e tem associado aguardando até 14 horas pelo atendimento.

Mesmo com as reclamações, a direção da Cassi não tem tomado providências para solucionar o problema, se limitando a pedir paciência e compreensão aos associados. Um absurdo.

A demora é resultado da terceirização da telemedicina pela Cassi. Focada principalmente em conseguir resultados financeiros em vez de priorizar a atenção à saúde dos associados, a atual diretoria da Cassi está desmontando os serviços e unidades próprias, sucateando as CliniCassi para entregar o atendimento ao associado para uma empresa recém-instalada no Brasil.

A empresa contratada pela Cassi é a Iron Telemedicina, empresa norte americana instalada no Brasil em 2020. Seu primeiro contrato relevante foi com a Cassi.

Os associados da Cassi precisam se mobilizar contra a terceirização da saúde, cobrando atendimento de qualidade.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar