Menu
Confira as redes sociais
-->

Mesmo com avanço da covid, BB insiste em visitas aos clientes

A direção do Banco do Brasil dá mais uma prova de desrespeito aos seus funcionários. Mesmo com o crescimento dos casos de cocid-19 e da gripe influenza, os gestores estão exigindo que os gerentes de Pessoa Jurídica (PJ) continuem com as visitas presenciais aos clientes para atingir as metas.

A cobrança é absurda e coloca em risco a saúde de bancários e também dos clientes. Há um aumento expressivo do número de contaminação pela covid-19 na categoria, o que tem resultado no fechamento temporário de agências em todo o país. Muitas delas são do BB, que ainda assim teima em cobrar metas e visitas presenciais dos empregados.

As entidades sindicais estão atentas à postura da direção do BB, que insiste em desrespeitar os protocolos sanitários contra a covid e os bancários.

O banco já começou o ano com a divulgação de um novo manual de segurança contra a Covid-19, produzido de forma unilateral e substituindo o anterior, acordado entre o BB, movimento sindical e o Ministério Público do Trabalho.

O movimento sindical acionou o MPT contra as mudanças no manual de segurança sanitária, mudanças essas feitas de forma unilateral pelo banco, que foi intimado pelo ministério a comparecer em audiência sobre esta questão nesta quarta-feira, dia 12 de janeiro.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar