Menu
Redes sociais Feebbase
-->

Mesmo com redução, metas da Caixa continuam desumanas

A mobilização dos empregados contra as metas desumanas e o assédio moral na Caixa começou a surtir efeito. Após intensa cobrança, a direção da empresa informou a redução dos objetivos das curvas de metas do Conquiste de fevereiro e março. A diminuição ainda não é o suficiente, pois a metas continuam altas e fora da realidade, mas sinaliza que a luta constante das entidades representativas dos bancários vale a pena.

Na sexta-feira (19), os empregados realizaram mais um tuitaço para denunciar a política absurda da Caixa, que cobra a venda de produtos e serviços para uma população, mesmo diante da crise sanitária e econômica gerada pela pandemia do coronavírus.

Os empregados denunciam também o déficit de pessoal no banco, que prejudica a saúde dos bancários e a qualidade do serviço prestado à população nas agências.

A luta contra o assédio, a sobrecarga de trabalho e a cobrança por metas vai continuar cada vez mais forte.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar