Menu
Confira as redes sociais
-->

Sem avanço na negociação sobre reajuste

Durante a reunião do Comando Nacional com a Fenaban, ontem, foram discutidas as cláusulas econômicas da campanha salarial dos bancários, que pesam diretamente no bolso da categoria.

Os principais pontos debatidos foram o índice de reajuste salarial de 10,3%, com aumento real de 5,5%, PLR de dois salários mais um valor adicional, 13ª Cesta-Alimentação e aumento do valor do vale-refeição e alimentação. Hoje, em alguns casos, os bancários chegam a gastar dois vales em uma só refeição.

A partir desse encontro foi agendada a realização de uma nova reunião na quinta-feira, quando a Fenaban promete apresentar resposta às reivindicações. Está previsto, no mesmo dia, o início das discussões relativas a garantia de emprego, contratação de novos funcionários, entre outros itens. 

De acordo com o presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Eduardo Navarro, é necessário que os banqueiros apresentem uma proposta que contemple as reivindicações da categoria. "Os lucros dos bancos estão cada vez maiores, portanto não há motivo para enrolação". Ele ressaltou a necessidade de a categoria intensificar a pressão, para colocar a Fenaban no paredão.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar