Menu
Confira as redes sociais
-->

Sindicato quer comprovante de vacinação para deter surto de Covid nas agências de Ilhéus

O Sindicato dos Bancários de Ilhéus fez um balanço da primeira quinzena de janeiro e até a última sexta-feira (14/1) constatou uma média de nove bancários infectados pela Covid-19 em agências de alguns bancos da cidade.

A flexibilização dos protocolos de saúde que as instituições financeiras aplicaram, juntamente com sua administração inadequada, colaborou para o aumento de casos, assegura um dirigente sindical. “Com exceção do banco Itaú, que indicou o fechamento durante 14 dias da agência, diante de um caso positivo confirmado no último dia 7 de janeiro”, disse.

De acordo com o sindicalista, o Itaú é o único banco que está cumprindo o protocolo sanitário de forma mais adequada. “A Caixa, por exemplo, passou apenas uma tarde, desinfectou a agência e no outro dia abriu novamente. O Bradesco segue a mesma prática, desinfecta a unidade pela manhã, testa os funcionários e os negativados voltam a trabalhar”, salientou.

“Mesmo no caso do Bradesco, que afasta os funcionários que testaram positivo para Covid-19, o sindicato alerta que os outros bancários estavam no mesmo ambiente de trabalho dos infectados se expondo ao risco de contanto com o vírus”, complementa.

Diante desses acontecimentos e do avanço das infecções por variantes do coronavírus, o Sindicato dos Bancário de Ilhéus se mobiliza para exigir a apresentação da carteira ou documento que comprove a vacinação dos clientes, nos mesmos moldes que já está sendo obrigatório a apresentação do ciclo vacinal em outros espaços que concentram aglomerações.

A agência 237 do Bradesco, em Ilhéus, fechou nesta segunda-feira (17), devido a um caso positivo do Covid-19. A unidade passará por sanitização e volta a funcionar amanhã (18).

Fonte: Sindicato dos Bancários de Ilhéus.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar