Menu
21ª Conferência Bahia e Sergipe

Spread bancário do Brasil é o 2º mais alto do mundo

A ganância dos bancos que atuam no Brasil fica mais evidente a cada dia. Mesmo com a Selic no patamar da história, ficando em 6,5% ao ano, spread bancário no país, a diferença entre o que as instituições pagam para captar dinheiro e o que cobram quando o emprestam, é o segundo maior do mundo, atrás apenas de Madagáscar, na África.

Os bancos colocam a culpa dos juros altos na inadimplência e na dificuldade de recuperação judicial de crédito, o que nem sempre se sustenta, pois os juros se mantém altos, mesmo em momentos de queda da inadimplência.

Na prática, o que os bancos fazem é transferir para os clientes os riscos da operação, obrigando quem paga em dia, a quitar as dívidas dos inadimplentes. Um absurdo!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar