Menu
Campanha nacional 2018

Bancários de Ilhéus rejeitam propostas dos bancos

Os bancários da base do Sindicato de Ilhéus rejeitaram as propostas da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), do Banco do Brasil e da Caixa, que não contemplam aumento real nos salários nem garantem direitos. A decisão foi tomada em assembleia, realizada na noite desta quarta-feira (08/08), no auditório do Sindicato dos Bancários de Ilhéus, no centro.

1 assembleia febnaban 2018 ilheus b8e18

Os bancos ofereceram somente a reposição da inflação nos salários, PLR (Participação nos Lucros e Resultados), vales e demais verbas. BB e Caixa acompanharam a atitude e não garantiram a manutenção dos acordos coletivos de trabalho na totalidade.

Vale lembrar que a Fenaban não deu respostas sobre outras reivindicações da pauta, como a garantia da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho), que perde a validade em 31 de agosto, a manutenção dos empregos e a não adoção das novas formas de contratação previstas na reforma trabalhista.

Durante a assembleia, os bancários também aprovaram adesão ao Dia do Basta, que acontece nesta sexta-feira (10/08). A categoria retarda a abertura das agências e participa do ato, com concentração às 11h, na porta do Banco do Brasil, em conjunto com outros trabalhadores.

Os protestos são contra o desemprego, o aumento do preço do gás de cozinha e dos combustíveis, a retirada de direitos e as privatizações. Tudo reflexo da agenda neoliberal imposta pelo governo Temer.

Os bancários aprovaram ainda posicionamento contrário ao plebiscito da Cassi e apoio ao projeto da deputada Erika Kokay para sustar norma da CGPAR (Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União) que prejudica planos de saúde de estatais.

Fonte: Seeb Ilhéus

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar