Menu
Feebbase

Centrais sindicais: resistência e luta seguirão firme até dia da greve geral

Focada na organização do Dia Nacional de Mobilização - Esquenta Greve Geral, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), junto com as demais centrais (CUT, UGT, Nova Central e Intersindical), se reuniram nesta quarta-feira (14) em São Paulo, para repassar os detalhes do ato nacional no próximo dia 20 de junho e a resistência até a greve geral.

A avaliação é que a resistência deve seguir firme contra as reformas. "O foco deverá mobilizar ainda mais os estados para a agenda de junho", avaliaram as centrais presentes na reunião.

Também foi reafirmado o caráter unitário da luta das centrais no próximo dia 20 junho. Além disso, foi acordo de que as centrais deverão turbinar a ação no Senado. "O corpo a corpo com os senadores e senadoras será fundamental nos próximos dias", indicaram os dirigentes.

No próximo dia 21 de junho, às 14h30, na sede do Dieese,  haverá reunião para avaliar a ação do dia 20/06 e os próximos passos rumo à greve geral.

Junho de luta

As centrais sindicais definiram ALERTA TOTAL entre os dias 20 a 30 de junho em torno da votação no Senado da Reforma Trabalhista.

Agenda:

19 de junho - plenária do setor dos Transportes, às 15h, no Sindicato dos Condutores.

20 de junho - Concentração na Praça Patriarca, às 10h, para panfletagem e caminhada unificada das centrais;

21 de junho - reunião do Dieese para organização da luta.

22 de junho - plenária dos Metroviários.

Portal CTB

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar