Menu
15º Congresso da Feebbase

Desemprego entre pretos e pardos tende a aumentar em 2021

A pandemia do Covid-19 provocou diversas mudanças estruturais no mercado de trabalho. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2021, o desemprego entre pretos e pardos tendem a intensificar ainda mais.

De acordo com o IBGE, na passagem do primeiro para o segundo trimestre de 2020, que correspondem aos três primeiros meses de pandemia, a taxa de desemprego entre os pretos aumentou em 2,6% e a dos pardos, 1,4%. Já entre os brancos a alta foi de apenas 0,6%.

A Fundação apontou que esse avanço do desemprego entre pretos e partos foi sustentado pelo programa do governo. De acordo com dados oficiais esse grupo de pessoas foram os mais afetados pelo programa do governo que permitiu a suspensão de contrato.

Além disso, a FGV apontou que também houve mundaças estruturais no campo educacional, provocado pela pandemia e essas mudanças causarão efeitos sobre o mercado de trabalho.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar