Menu
Feebbase

Eleições 2018: o desafio de retomar o emprego valorizado e digno

A centralidade do acesso ao trabalho valorizado e digno é ponto comum na agenda de alguns candidatos nestas eleições. 

No entanto, após o brutal extermínio de vagas promovido por Michel Temer e o fim da política de valorização do salário mínimo - projeto inaugurado na gestão Lula (2003/2010) -, retomar a geração de emprego e salário valorizados serão um desafio pautas em um Brasil em crise e duramente afetado por reformas como a trabalhista e a liberação da terceirização.

“É um cenário desolador e que cobra de nós ainda mais empenho para garantir a vitória de um projeto que tenha por centro a retomada do emprego com valorização do trabalho. Essa é a maior batalha do Brasil hoje”, alertou o presidente nacional da CTB, ao cobrar atenção sobre as diferenças que existem entre os projetos em disputa no pleito de 2018.

Valorização

O dirigente ainda pondera que um projeto de retomada do desenvolvimento com foco na melhoria de vida de sua sociedade não deve prescindir de uma política do aumento real do salário mínimo.

"A política de valorização do salário mínimo foi uma das conquistas mais importantes da classe trabalhadora obtida nos governos Lula e Dilma (2003/2016). A valorização do mínimo garantiu a transferência real de renda para as mãos dos trabalhadores e trabalhadoras, aqueceu nossa economia e transformou o horizonte das pequenas e grandes cidades deste país. Essa política não só diminui base pirâmide social, garantiu avanços concretos e ela precisa ser retomada", ressalta Araújo.

Portal CTB

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar