Menu
21ª Conferência Bahia e Sergipe

Exploração sem limites no Bradesco em Itabuna

Situação nada fácil para quem trabalha no Bradesco. Em Itabuna, as duas agências do banco estão trabalhando no limite e sofrem com a falta de funcionários. Não se sabe o porquê, mas a Gerência Regional retirou funcionários tanto da agência 239, quanto da 3522. O resultado não poderia ser outro: funcionários trabalhando exaustivamente para dar conta da falta dos colegas, atendimento prejudicado. Várias reclamações.

Para se ter ideia, até os gerentes administrativos das agências estão indo para o caixa suprir a falta de funcionários. O ritmo está tão frenético nas duas agências que só falta o gerente geral das duas agências irem para o caixa.

A exploração do capital é sem limites e quem paga o pato são os empregados, bem como os clientes, que têm o atendimento prejudicado.

Além da falta de pessoal, a realidade dos empregados é a constante convivência com a cobrança das metas, que é comum nos bancos, mas que está extrapolando os limites. O Sindicato tomou conhecimento de que em algumas agências, existe um verdadeiro assédio sobre os bancários que estão muito pressionados. O clima nas agências é de terror ao passo que a exigência em bater as metas tornou-se uma obsessão desmedida.

Cabe lembrar que as cobranças em excesso podem gerar adoecimento psicológico. Uma triste realidade gerada pela ganância e o desrespeito para com os colegas.

O Sindicato exige respeito e entrará em contato com o setor de relações sindicais do banco comunicando as duas situações. A reposição de pessoal para melhor atender a funcionários e clientes de Itabuna e o respeito para com os colegas devem ser prioridade.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar