Menu
Campanha nacional 2018

Marcha Nem Uma a menos mobiliza trabalhadoras em Itabuna

Diversas entidades da sociedade civil, órgãos de proteção à mulher, homens e mulheres de todas as idades se uniram na tarde de quarta-feira (8/8) para dizer “Não ao feminicídio”, na marcha Nem uma mulher a menos, em Itabuna.

marcha mulheres itabuna ago 2018 78fc4

Após a concentração no Jardim do Ó, a marcha seguiu pela Avenida da Cinquentenário e encerrou a atividade na Praça Olinto Leone, Centro.

Nas faixas, cartazes e nos discursos proferidos durante o ato, o clamor pelo respeito, pela segurança pela igualdade.

Os dados referentes à violência sofrida pelas mulheres são assustadores:

O Brasil é o quarto país do mundo mais violento contra a mulher.

Em 2017, 10 mil mulheres foram vítimas de feminicídio.

A cada sete segundos uma mulher é espancada.

A cada onze minutos uma mulher é estuprada.

A cada duas horas uma mulher é assassinada.

O homicídio de mulheres negras aumentou 54% em 10 anos.

Itabuna tem o terceiro maior número de casos de violência doméstica e sexual na Bahia. São 350 ocorrências até maio deste ano.

São números que envergonham.

Por Bruno de Azevedo - Ascom Sindicato dos Bancários de Itabuna

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar