Menu
50 anos da Federação

Mulheres estudam mais, porém tem menos oportunidades

O número de mulheres com diploma de graduação continua crescendo. Em 2017 50% das mulheres com idades entre 25 e 35 anos eram graduadas, enquanto que os homens da mesma faixa etária somavam 38%. Porém, elas ainda são a minoria contratada pelo mercado de trabalho, segundo o estudo da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne dados de diversos países.

Além de serem “penalizadas pelo mercado de trabalho” por terem 80% daquelas com o diploma empregadas em combate aos 89% dos homens, segundo o relatório, as mulheres ganham até 26% a menos que um homem exercendo as mesmas funções.

No Brasil, a disparidade também é evidente. Entre as mulheres com o diploma do ensino superior, 17% estão sem exercer a atividade, enquanto os homens, que estão em menor número na graduação, tem apenas 9% desempregados.

Por Rafael Santos

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar