Menu
Campanha whatsapp

Quase 6 milhões são excluídos do auxílio emergencial

Mais uma vez o governo Bolsonaro provou que não está do lado do trabalhador. Por conta da pandemia, grande parte das famílias estão sobrevivendo apenas com auxílio emergencial. Contudo, no novo pacote "big bang”, apresentado pelo minstro da Economia, Paulo Guedes, além de reduzir o valor do auxílio pela metade, 5,7 milhões serão excluídas do benefício.

Isso irá acontecer pois o governo adotou novos critérios para a aprovação do benefício. De acordo com os dados oficiais, 67,2 milhões de pessoas são beneficiadas com o auxílio emergencial. Em julho, 6,5% das famílias sobreviviam apenas com essa quantia.

Além disso, nem todos os beneficiários receberão as quatro novas parcelas e as regras relativas ao quantitativo de cotas para cada família também foram ajustadas.

Segundo a equipe de Guedes, o custo total do programa de renda emergencial sairá a R$ 321,8 bilhões em 2020.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar