Menu
50 anos da Federação

Salário mínimo ideal passaria de R$ 3.500

O Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulga mensalmente uma estimativa de quanto o trabalhador que recebe salário mínimo deveria ganhar para suprir as necessidades básicas da sua família. Considerando o trabalhador, cônjuge, 2 filhos e adicionando moradia, alimentação, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte e Previdência Social, o resultado para outubro foi R$ 3.783,39. O valor chega a quase 4 vezes ao salário atual (R$ 954).

Para 2018, o salário mínimo teve aumento de 1,81% em relação aos R$ 937 do ano anterior. Este reajuste (de R$ 17) não cobriu a inflação registrada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para o período. Logo, o trabalhador teve o poder de compra reduzido de um ano para o outro.

Longe desta severidade, o Senado aprovou o aumento dos salários dos ministros do STF em 16%. O texto seguirá agora para a sansão presidencial e, após isso, os proventos chegarão em R$ 39,2 mil.

Já para o salário mínimo, a proposta entregue ao Congresso Nacional para 2019 fixa o valor em R$ 1.006, mas depende de aprovação.

Por Rafael Santos

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar