Menu
Campanha whatsapp

SEEB V. da Conquista: Agência interditada deve reabrir nesta quinta. Sindicato cobra a testagem da categoria.

Fechada no dia 19, após um funcionário testar positivo para o coronavírus, a agência Bradesco/Praça Barão do Rio Branco deve reabrir na próxima quinta-feira (25), com atendimento contingenciado.

A diretoria do Sindicato dos Bancários de Vitória da Conquista e Região (SEEB/VCR) esteve reunida, na última sexta (19), com um representante do Bradesco, na unidade da Diretoria Regional, exigindo o cumprimento do protocolo firmado entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban. A regulamentação prevê a suspensão das atividades no local para sanitização e afastamento dos funcionários que trabalham na unidade.

O SEEB/VCR também reivindicou que o banco realizasse a testagem imediata dos bancários, como medida de prevenção à disseminação do coronavírus e preservação da saúde de funcionários e clientes. No entanto, o Bradesco respondeu que a realização de testes já foi iniciada nacionalmente, mas que ainda não sabe quando chegará na região.

O primeiro contato do Sindicato com o banco para tratar desse tema aconteceu na quinta-feira (18), quando a diretoria ligou para o gestor da agência para cobrar a higienização da unidade e medidas de acompanhamento dos demais funcionários. O Sindicato também buscou a Vigilância Epidemiológica para comunicar o caso. Vale ressaltar que o banco já tinha conhecimento do contágio e não tinha indicado a interdição da agência.

Sindicato cobra ações do BNB
Há cerca de vinte dias outros dois casos de contaminação ocorreram entre os funcionários do Crediamigo e Agroamigo. Mesmo após a confirmação, os demais trabalhadores não foram afastados e o prédio não foi higienizado.

Apesar dos casos não terem ocorrido na agência de Vitória da Conquista, o Sindicato procurou a direção do Banco do Nordeste para que fossem realizados testes, tendo em vista que bancários podem ter tido contato com os funcionários infectados. O BNB ainda não apresentou uma resposta à solicitação.

Por que não testar?
Os casos revelam que, apesar das cobranças do movimento sindical, os bancos não estão comprometidos em realizar testes entre os bancários e funcionários terceirizados quando surgem confirmações de contágio. “Os bancos estão evitando testar os funcionários que apresentam sintomas do coronavirus para não ter que cumprir os protocolos acordados com o movimento sindical. Essa atitude irresponsável tem colocado em risco a saúde e a vida dos trabalhadores, dos seus familiares e clientes. Vamos continuar cobrando dos bancos a testagem dos bancários e terceirizados, além de buscar meios de viabilizar esses testes. Pedimos que a categoria busque o Sindicato sempre que perceber alguma situação de risco, para que possamos cobrar dos bancos o cumprimento dos protocolos de segurança. Vamos garantir o sigilo das denúncias e, se necessário, acionar outros órgãos de fiscalização, como a Vigilância Epidemiológica, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público, entre outros”, afirma Leonardo Viana, presidente do SEEB/VCR.

Fonte: Sindicatos do Bancários de V. da Conquista e Região.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar