Menu
Setembro Amarelo 2021
-->

Servidores mobilizados contra a reforma administrativa

Servidores públicos municipais, estaduais e federais ocupam Brasília até a próxima quinta-feira (16/9), em uma grande mobilização contra a reforma administrativa proposta pelo governo Bolsonaro, por meio da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32, que ataca os serviços públicos. As atividades começaram nesta terça-feira (14) no aeroporto de Brasília, onde os trabalhadores fizeram pressão sobre os parlamentares que chegam à capital, com a distribuição de folhetos que explicam os males da reforma.

As mobilizações seguem nos dias subsequentes. Na manhã da quarta-feira, líderes dos trabalhadores se reúnem para organizar a pressão sobra parlamentares até a quinta-feira (16). A proposta é de visitas os gabinetes dos parlamentares.

A PEC 32 será analisada pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados nos dias 14, 15 e 16 e, caso seja aprovada, trará prejuízos aos servidores e ao serviço prestado à população.

Esses prejuízos se traduzem em ataques aos direitos adquiridos dos servidores. A reforma, por exemplo, acaba com adicionais referentes a tempo de serviço; extingue aumento de remuneração ou de parcelas indenizatórias com efeitos retroativos; e acaba com a licença-prêmio, licença-assiduidade ou outra licença decorrente de tempo de serviço. São mudanças que também afetam a qualidade dos serviços públicos oferecidos à população.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar