Menu
Feebbase

Uma gestão contra o Brasil

Uma gestão contra o Brasil, o Estado e a classe trabalhadora. É o melhor resumo para definir a gestão ilegítima de Michel Temer. Desde maio de 2016, o Brasil se tornou um laboratório do que há de mais grotesco, um projeto que escraviza e adoece nosso povo.

A aprovação no dia 30 de agosto da terceirização sem limites pelo Supremo Tribunal Federal, que rasgou mais uma vez a nossa Constituição, e o envio da Medida Provisória (MP) 849/2018, publicada no Diário Oficial deste sábado (1º/9), que adia para 2020 o reajuste de servidoras e servidores públicos federais, até então programado para 2019, são os mais recentes ataques.

Mais uma vez somos nós, classe trabalhadora, que pagamos a conta. Agora, o trabalho escravo é legal e o servidores públicos serão ainda mais precarizados. Essas medidas confirmam que a gestão Temer não tem compromisso com o país e nem com o nosso povo.

O samba dos golpistas é de uma nota só: destruir tudo que for público, tudo que for direito e tudo que garanta o empoderamento do povo e sua participação social.

E qual a justificativa para isso? Ajuste fiscal?

Não! Com a MP, o golpista Temer está garantindo, para 2019, a flexibilidade para usar, como bem quiser, R$ 4,7 bilhões.

O tempo nos cobra coragem e muita resistência. A hora não é apenas de barrar um projeto de desmonte total, é sobretudo de destacar claramente os atores e ideologias em disputa e retomar o imaginário social garantindo a vitória de um projeto em favor da classe trabalhadora.

Dia 13 de setembro - Ato em Brasília - será mais que um dia de luta, será um dia para lutarmos contra a Emenda Constitucional 95 e contra tudo que Temer tem feito contra nós, classe trabalhadora. À luta!

joaopaulo ribeiro 9c575 João Paulo Ribeiro é secretário do Serviço Público e dos Trabalhadoras e Trabalhadores Públicos da CTB.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar