Menu
-->

Feebbase e sindicatos cobram ações do BNB contra problemas em Juazeiro

31.8 reuniao bnb juazeiro f10fc

Dirigentes da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe e do Sindicato de Juazeiro se reuniram nesta terça-feira (31/8), com o Superintendente do BNB na Bahia, José Gomes e gerente executiva estadual, Irani Lopes, para cobrar providências da empresa sobre os casos de assédio moral e descomissionamentos ocorridos na agência 137 do BNB em Juazeiro.

Participaram da reunião, os presidentes da Federação, Hermelino Neto, e do Sindicato de Juazeiro, Maribaldes Silva, além do diretor da Feebase Wadenir Brito, a diretora do Sindicato da Bahia Lissandra Falcão e do diretor da AFBNB Antônio de Pádua.

No encontro, os representantes dos trabalhadores relataram as diversas denúncias que chegaram ao conhecimento das entidades, sobre o clima ruim que impera dentro da unidade, devido a postura desrespeitosa da gestora da agência com os funcionários. Registraram também, que a gestora já foi alvo de denúncias semelhantes em outras ocasiões.

Na reunião, o superintendente informou que está acompanhando a situação.

No entendimento das entidades, os descomissionamentos ocorridos vão de encontro aos próprios normativos do BNB, que preveem a instauração de processos com a devida comunicação aos envolvidos, para que se possa efetivar a retirada de comissão. Apontam inclusive, uma contradição nos próprios normativos internos. Compreendem também, que a forma como ocorreram os descomissionamentos, apontam na direção de ação que pode se caracterizar como assédio moral e perseguição aos bancários, pelas diversas condições ocorridas.

Para os dirigentes, é necessária uma posição mais energética do banco em relação a esses fatos, pois impactam negativamente na própria imagem do banco, seja internamente, junto ao conjunto dos funcionários, como externamente, na percepção da sociedade.

O Sindicato de Juazeiro mantém o canal aberto para dialogar com o banco e ajudar na superação desse momento de tensão que vive a unidade de Juazeiro, mas continua atento a toda e qualquer movimentação que possa vir a prejudicar os funcionários. O Sindicato vai tomar todas as medidas cabíveis, até jurídicas, que o caso necessitar.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar